AUTORIDADE E DISCIPLINA
Duas palavras polêmicas. Acreditamos na força do diálogo para a construção de princípios éticos e, principalmente, no exercício diário de uma atitude de compromisso e respeito aos outros. Sabemos que essa construção é lenta e que, no início, abrir mão de um ponto de vista egocêntrico é quase impossível para os bem pequenos. É o investimento de todos nós, pais e educadores, trazendo à reflexão o compromisso da cidadania, através das pequenas ações que desenvolvemos em casa, na rua e na escola, que poderá efetivamente colaborar para o desenvolvimento dessa aprendizagem.

Porém, todo espaço comunitário precisa de regras que favoreçam a convivência e o bem-estar de todos. A disciplina consciente, que pressupõe um comportamento moral autônomo e não heterônomo, pode ser libertadora e uma boa ajuda para nos aproximarmos de nossos objetivos e ideais. Há tempos vimos construindo essas regras com nossos alunos, pais e professores. Todo início de ano, lembramos e divulgamos para os que estão chegando o que já foi combinado anteriormente, ressignificando as regras para os antigos da casa.

O fato de estarem escritas não vai substituir toda a conversa que, certamente, se repetirá nas Tribos e no dia a dia escolar. É uma tentativa de buscarmos a unidade, maior coerência nas atitudes dos diversos professores, a parceria mais compromissada entre casa e escola e um instrumento mais concreto para a discussão. Afinal, as regras, como as leis, existem para serem respeitadas, mas podem ser discutidas e até mesmo alteradas.

Essas regras foram escritas para as crianças do Ensino Fundamental (com a participação delas), que já podem ser os receptores diretos da leitura e que já têm maior autonomia e independência para se responsabilizar por seus compromissos. Os menores da Educação Infantil caminharão gradativamente nessa direção, com maior ajuda dos adultos.

PARA AS CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Em casa

  • Prepare seu lugar de estudo com carinho. Ajuda bastante uma mesa limpa com o material necessário para os deveres de casa e uma gaveta para arquivar o que não precisa voltar para a escola.
  • Defina, com a ajuda de sua família, um horário para suas atividades extraescolares, mas não se esqueça de deixar um tempo reservado para as tarefas de casa.
  • Não acumule tarefas. O ideal é fazê-las no dia em que forem passadas.
  • Arrume sua mochila, na véspera, observando o horário escolar.
  • Mantenha seu estojo completo.
  • Não traga dinheiro para a escola. Lembre-se de que na escola ninguém vende nem compra nada. Projetos pedagógicos que envolvam dinheiro serão avisados no informe semanal e cobrados posteriormente junto com a mensalidade escolar. Ingressos para concertos, cinemas, teatros etc. também serão cobrados posteriormente, junto com a mensalidade escolar.
  • Nunca traga remédios para a escola. Se for necessário, peça a seu responsável para entregá-los na coordenação ou à sua professora, com seu nome, dosagem e horário. (Veja o texto Saúde na Escola)
  • Venha sempre uniformizado: camiseta da escola e sapatos amarrados. O agasalho, preferencialmente, deve ser aberto na frente.
  • Observe o horário escolar de sua turma para vir com roupas adequadas nos dias de Educação Física e de aula de Dança.

NA ESCOLA, RELACIONANDO-SE COM OS ADULTOS

  • Espere sempre ser tratado com respeito e carinho e retribua da mesma forma.
  • Espere sempre ser ouvido, mas saiba também escutar.
  • Procure colaborar para que as atividades sejam bem realizadas.
  • Defenda seus direitos, sabendo respeitar os dos outros.
  • Aprenda a questionar e reivindicar quando sentir necessidade, sempre de forma respeitosa.
  • Espere que seu professor seja pontual, assim como você deve ser.
  • Espere que sua aula seja planejada com seriedade e capricho, de forma a atender às suas necessidades e às de sua turma.

RELACIONANDO-SE COM OS COLEGAS

  • Nas discussões e debates, defenda suas ideias sem desrespeitar as dos outros.
  • Aceite qualquer colega para o trabalho e procure diversificar suas parcerias nas brincadeiras.
  • Saiba ser gentil e generoso.
  • Seja atencioso com os colegas que estiverem tristes ou sozinhos.
  • Respeite o jeito de cada um aprender.
  • Esteja sempre pronto a ajudar.
  • Peça permissão para mexer no material dos colegas.
  • Não brigue, insulte ou deboche.

HORA DA ENTRADA

Para que a espera do sinal seja mais tranquila:

  • Não jogue bola.
  • Evite brincadeiras agitadas.
  • Permaneça no pátio térreo.
  • Se estiver chovendo, espere o sinal no salão ou no local indicado pelos adultos responsáveis.

EM SALA

  • Procure ouvir o professor e os colegas.
  • Espere sua vez para falar.
  • Esteja sempre pronto para o trabalho.
  • Tenha o material completo e organizado.
  • Procure não se distrair com outros materiais (brinquedos só podem ficar fora da mochila na hora do recreio).
  • Se o trabalho for individual, procure não se distrair com os colegas.
  • Se o trabalho for em grupo, procure cooperar.
  • Faça as tarefas com capricho.
  • Nunca se debruce nas janelas.
  • Não saia da sala sem avisar.
  • Ao sair de sala por algum motivo (banheiro, beber água, buscar material etc.) não se esqueça que o trabalho continua. Não perca tempo.
  • Saiba respeitar os materiais coletivos e usá-los somente com autorização.

NO LANCHE

  • Lave as mãos.
  • Forre a mesa.
  • Procure ser cuidadoso para não derramar a bebida.
  • Evite desperdício de refresco, merenda e copos descartáveis.
  • Jogue o lixo na lixeira.
  • Lanche com calma e sentado.
  • Não pegue o lanche do colega sem que ele concorde.
  • Saiba dividir.
  • Mantenha o espaço limpo.
  • Não traga refrigerante, balas e evite alimentos que precisem ser guardados na geladeira.

Na troca de salas

  • Quando estiver circulando, procure andar devagar, falar baixo e manter instrumentos musicais em silêncio. Lembre-se que as outras turmas estão em aula.
  • Dirija-se para seu destino sem parar para brincar no caminho, acompanhando sempre a sua turma.
  • Entre na sala de aula sem agitação.
  • Quando for necessário deixar algum material (sapatos, mochilas etc.) em áreas de circulação, procure ser muito organizado.

NO RECREIO

  • Brinque a valer, mas com cuidado para não machucar os colegas ou se colocar em risco, respeitando, também, as pessoas que estiverem passando.
  • Se algum colega se machucar, corra para ajudar e chame o adulto mais próximo para socorrer.
  • Respeite as combinações para divisão e utilização dos espaços.
  • Não são espaços de recreio o banheiro, a cozinha, a sala dos professores, a secretaria, a sala de aula, as salas de orientação e direção.
  • Se algum dia quiser aproveitar o recreio para curtir uma boa leitura, lembre-se de que a biblioteca poderá ser utilizada.
  • Participe dos jogos e brincadeiras respeitando a orientação dos professores.
  • Cada coisa tem seu lugar. Mantenha sempre os espaços em ordem.
  • Não carregue os brinquedos e materiais para outro espaço.
  • Nunca deixe de guardar o que usou e seja sempre cuidadoso com os materiais.
  • Se você sair e deixar o brinquedo que estava usando com outro colega, lembre-se de avisá-lo de que ele, agora, será o responsável.
  • Nunca abandone seu parceiro na hora da arrumação.
  • Saiba compartilhar com seus colegas os jogos e brincadeiras, principalmente os mais disputados, como o totó.
  •  Lembre-se de que se você não guardar bolas, bolinhas, raquetes e brinquedos no lugar certo, amanhã poderá não encontrá-los para brincar.
  • Caso encontre alguma peça perdida e não consiga identificar a qual jogo pertence, coloque-a na caixinha de achados e perdidos da própria sala.

NA SAÍDA

  • Arrume sua mochila com atenção.
  • Verifique se não esqueceu nada embaixo da mesa.
  • Não corra, não jogue bola, nem participe de qualquer brincadeira agitada nesse momento.
  • Espere seu responsável no local indicado para a sua turma.
  • Tenha cuidado com as crianças menores e seus acompanhantes que estão circulando.
  • Fique atento ao chamado de seu nome pelo microfone, não fazendo seu responsável esperar.
  • Para que a saída seja mais organizada e segura, não ultrapasse o espaço demarcado enquanto espera.

PASSEIOS

  • O passeio escolar também é aula. Procure estar atento para aprender e lembre-se das regras de sala.
  • Observe as regras do lugar que estivermos visitando. Precisamos de uma conduta adequada a cada espaço.
  • Não esqueça do uniforme. Você não poderá sair sem ele.
  • No ônibus, fique sentado durante todo o trajeto.
  • Seja educado com quem nos recebe e com todos que encontrar no caminho.
  • Não se coloque em risco. Acompanhe sempre seu grupo e o professor responsável.
  • Não jogue lixo no chão e preserve sempre o ambiente que você está explorando.
  • Na volta do passeio, entre na escola com tranquilidade e em silêncio, respeitando o trabalho das outras turmas.

COMO RESOLVER PROBLEMAS?

O que fazer quando você…

  • Se sentir agredido ou ficar com muita raiva?
  • Se sentir injustiçado, desrespeitado?
  • Perder algum objeto na escola?
  • For testemunha da atitude de algum colega ou adulto que possa prejudicar você, seus colegas ou a comunidade escolar?
  • Se sentir com medo de enfrentar alguma situação?
  • Tiver dúvidas ou não conseguir dar conta da tarefa proposta?
  • Descobrir que esqueceu o lanche ou o material escolar?
  • Tiver recado na agenda?
  • Se sentir triste ou sozinho?

Procure…

  • Sempre o apoio dos amigos.
  • O apoio do professor mais próximo ou de quem você mais gosta e confia.
  • Conte também com a ajuda das orientadoras e coordenadoras, diretores e de todos os funcionários da escola.
  • Leve a discussão para a Tribo.

ATRASOS E FALTAS
Atrasos, não cumprimento das tarefas de casa e falta de material indispensável à sua participação nas aulas serão sinalizados nas agendas com carimbos que têm como objetivo ajudá-los na avaliação de suas falhas e na conscientização da necessidade de mudança.

LIMITES
Aqui não há espaço para violência. Avaliaremos cada caso em função da maturidade e reincidência. Depois de repreendido você poderá ser suspenso caso não respeite essa regra máxima da Escola. Esses casos serão sempre notificados na agenda e seus responsáveis precisarão tomar ciência ou comparecer à Escola se a Orientação ou Direção assim achar necessário.

Caso venha a ser, mais de três vezes, suspenso por agressão, medidas disciplinares mais severas, previstas no regimento escolar, poderão ser adotadas.